seguindo por e-mail

Instagram

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Tuta lembra de tapas e xingamentos por marcar gol que atrapalhou armação de resultado na Itália

O anúncio feito nesta semana pela Europol sobre uma máfia mundial de manipulação de resultados em jogos de futebol não chega a assustar um jogador que, sem saber, estragou o "arranjo" de uma uma partida supostamente contaminada pela trapaça.

Atualmente com 38 anos, o atacante Tuta, hoje no Juventus da Mooca, quase foi agredido por marcar um gol pela sua então equipe, o Venezia, em jogo contra o Bari pela temporada 1998/99 do Campeonato Italiano.

O jogo estava empatado em 1 a 1 até os acréscimos do segundo tempo. Então Tuta, que havia entrado no segundo tempo, marcou o gol da vitória. Não foi abraçado por nenhum de seus companheiros, exceto o brasileiro Fabio Bilica. E ainda foi xingado pelos rivais. O capitão do Bari até deu um tapa na cara do brasileiro na saída do campo. O jogador teve até que prestar depoimento para a justiça esportiva local, na época.

Tuta diz que em momento nenhum foi avisado por algum jogador ou comissão técnica de que o jogo pudesse estar arranjado. Imagina que o acordo para o empate tenha sido combinado apenas entre alguns dos atletas. E lembra que na época não entendeu nada do que estava se passando e de alguns outros fatos estranhos no jogo.

“De fato, até hoje eu não entendo. Depois que eles empataram o jogo, ficou completamente morno. Não saía mais nada. Até comentei no banco ´que coisa estranha´. Aí o treinador chamou um meia pra entrar no jogo. Conversaram, e o cara foi direto pro vestiário. Nem entrou no jogo. Nunca vi isso. Depois ele me chamou e eu fui voando pro jogo. Estava doente há algum tempo e sem jogar”, lembrou.

“Depois do gol, os caras do Bari ficaram me xingando. E eu sem entender nada. Os caras estavam muito irritados. O capitão deles começou a bater boca com o capitão do nosso time no fim do jogo. Mais tarde, esse capitão deles veio dando um tapa no meu rosto no fim. O médico do meu time pedia calma. E depois, na realização do exame antidoping, os caras do Bari quebraram tudo”, continuou.

Ter vivido isso na pele faz com que Tuta não se surpreenda com as investigações sobre armação no futebol. E lembra que Juventus e Milan já foram até punidos por isso na Itália. “Pra mim não surpreende porque eu vivi isso. Depois daquele campeonato lá, a Juventus rebaixada, o Milan perdeu pontos. Se é desse jeito, imagina o resto. Já teve aquele caso que envolveu o Paulo Rossi [na década de 80] .A imprensa não deveria ficar surpresa com esses escândalos”, falou.

Tuta disse que no último jogo daquele campeonato, estavam endurecendo a vida da Juventus, em Turim. E conta que alguns jogadores do time alvinegro até pediram uma ajuda para facilitar. O brasileiros diz não ter tirado o pé, mas seu time perdeu por 3 a 2. “Os caras ficavam falando para gente ir devagar e que se precisassem, eles dariam um ponto pra nós no campeonato seguinte”, relatou.

A Juventus terminou em sexto e foi para a Copa da Uefa, hoje Liga Europa. Venezia e Bari ficaram, respectivamente, na 11ª e 10ª colocações, longe do rebaixamento.

by: UOL

SOBRE O AUTOR

Kestão de Opinião!?!

Blogger

siga-me os bons

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Kestão de Opinião!?!. Tecnologia do Blogger.

Posts em Destaque

Parcerias

Nosso Banner


Seguidores

Postagens populares

Arquivo do blog

Agregadores e Parceiros

Tecnogospel: Os melhores links evangélicos ClicMais.net Sua Rede de Links Tedioso: Os melhores links

Total de visualizações