seguindo por e-mail

Instagram

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Agnelo leva vantagem sobre Perillo na CPI, dizem especialistas


O PT abriu vantagem em relação aos adversários tucanos nesta semana na CPI do Cachoeira, avaliam especialistas. O fato de o governador do Distrito Federal, Agnelo Queioz (PT), ter liberado, espontaneamente, o acesso aos seus dados sigilosos não pegou bem para o PSDB, avaliam cientistas políticos.
Na terça-feira (12), o relator da CPI, Odair Cunha (PT-MG), perguntou se o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) consentiria acesso aos seus dados fiscais, bancários e telefônicos. O pedido foi motivo de protestos nervosos por parte da oposição e Perillo negou a solicitação do relator, dizendo que a quebra de seu sigilo deveria ser decidida pelo conjunto da CPI.
No dia seguinte, quando foi a vez de Agnelo ocupar a cadeira de depoente, o governador do DF, ainda no início da sessão, colocou à disposição da CPI seus dados telefônicos, bancários e fiscais.
Na opinião do cientista político Otaciano Nogueira, a iniciativa de Agnelo o fez “vencer a briga” entre PT e PSDB.
— Comparado a Marconi, Agnelo foi muito bem. Quando o governador do DF permitiu que os parlamentares consultassem  seus dados, ele se colocou numa situação privilegiada. Apesar disso, Marconi se saiu razoavelmente bem. Não foi brilhante, mas respondeu as perguntas. Ele falhou em não ter liberado seus dados de cara e Agnelo se aproveitou disso.
O cientista político e professor-adjunto da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) Geraldo Tadeu também acredita que Agnelo se saiu melhor do que Perillo.
— No geral, Agnelo foi mais incisivo. Ao abrir os sigilos, ele desarmou a oposição.  Foi muito bom em termos argumentativos porque os possíveis argumentos dos parlamentares ficaram prejudicados. Ele foi ousado. Você tem que ter muita consciência de que nada de errado será encontrado na análise dos dados. Quanto a Perillo, deu a impressão de que ele estava aguardando a confirmação de que seus dados não lhe comprometeriam.
Durante seu governo, Agnelo já foi criticado por sua oratória. Mas, na opinião de Nogueira, ele não teve problemas nesse quesito na CPI.
— Eu acho que ele é prolixo, mas não teve essa dificuldade no depoimento. 

Segundo suas assessorias, os governadores seguiram normalmente com suas agendas após os depoimentos. Agnelo inaugurou nesta quinta-feira (14) um Centro Olímpico. Já Marconi participou do lançamento do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental na quarta-feira (13) e, nesta quinta foi a Rio Verde, no interior de Goiás, para entregar 600 cartões de identificação para alunos matriculados em programas de qualificação profissional do governo. Assessores de ambos afirmaram que eles estão tranquilos quanto ao andamento da CPI.

Segundo investigação da Polícia Federal, Marconi teria vendido uma casa a comparsas de Cachoeira. Já no governo do DF, a organização criminosa teria agido para controlar contratos de concessão de serviços públicos.
by: R7


SOBRE O AUTOR

Kestão de Opinião!?!

Blogger

siga-me os bons

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Kestão de Opinião!?!. Tecnologia do Blogger.

Posts em Destaque

Parcerias

Nosso Banner


Seguidores

Postagens populares

Arquivo do blog

Agregadores e Parceiros

Tecnogospel: Os melhores links evangélicos ClicMais.net Sua Rede de Links Tedioso: Os melhores links

Total de visualizações